English inglês Castellano castelhano
 
Home >> Página Anterior >> Agradecimento
 
É um dos pontos de honra nos livros haver os tais agradecimentos, em que se dá uma palavrinha a toda a gente envolvida e mais à família e ao gato ou ao cão.

A gente envolvida está na ficha técnica e é pessoal a quem não preciso desses salamaleques, nem eles apreciam. São parceiros do projecto Janela na Web, desde o Buchinho ao Anthony.

A família não faço ideia se teve a tal paciência que sempre se evoca. Uma parte dela, dois membros (a Catarina e o Alexandre), participou afincadamente no próprio trabalho.

O propósito deste agradecimento é outro. É explicar o porquê desta edição, agradecendo, de facto, a algumas pessoas a quem nem lhes passará pela cabeça este pequeno gesto de escrita.

Com uma delas foi-se desenvolvendo uma relação de cumplicidade simpática ao longo de anos. A essa pessoa devo o meu interesse, desde 1985 (quando li «Inovação & Empreendedorismo»), pelo Management, assunto de que nunca tinha ouvido falar seriamente quando antes do 25 de Abril andei por «Económicas», e que, por ironia, haveria de passar a ser o meu ganha-pão de escrita a partir de 1988.

A ideia dos gurus surgiu com um amável convite dessa pessoa, Peter Drucker, para uma entrevista pessoal em sua casa, em Claremont, na Califórnia.

Durante uns anos eu trocara muitos «faxes» e raros telefonemas com o velho Drucker, uma pessoa um ano mais velha que o meu falecido pai. A primeira curta entrevista que ele me concedeu está nesta listagem e foi como um pontapé de partida de um jogo de comunicação.

Muito jornalista tem a ideia de que os gurus são almas inacessíveis. A maioria esmagadora não o é (o único que até à data «persegui», com quem já troquei «email», mas não consegui pô-lo a responder foi Tom Peters, um dos ausentes desta lista). Também nenhum, alguma vez, me pediu um centavo para proferir as respostas - se o tivesse feito, é certo que o mandaria passear.

Drucker, um velhote simples e simpático, um contador de Histórias fascinante, foi o primeiro a mostrar-me que aos leitores se tem a obrigação de dar valor acrescentado quando se comenta um novo livro ou um «paper» importante - em suma, colocar, em directo, o autor a falar. Ou não tivesse sido Drucker, «himself», um jornalista.

Estes homens influenciam ideologicamente milhões e milhões de pessoas, seguramente alguns milhares em Portugal, e é bom fazê-los «aproximar» do seu público - é esse o propósito de Gurus em Discurso Directo. O jornalista serve, apenas, de «intermediário», com muito gozo óbvio.

E foi isso que começei a fazer, com o inestimável apoio e constante incentivo de dois grandes amigos, Virgilio de Azevedo, então editor do caderno de Economia do Expresso e, mais tarde, do meteórico «XXI», e Jaime Fidalgo, o editor do «caso» de sucesso que é a Executive Digest, que, aliás, nalguns casos, comigo fez parceria, como num dos que mais gozo deu, o célebre frente-a-frente entre Michael Hammer e James Champy, a propósito da reengenharia, que também pode ler nesta lista.

Mas muito deste trabalho com 50 figuras de várias partes do mundo não teria sido possível em quatro anos, se a Internet não tivesse sido a «mão invísivel» que me permitiu a obra.

E essa ajudinha, eu devo-a a Nicholas Negroponte. Eu começara a «perseguí-lo» desde que tinha estado no Media Lab em Boston e com o seu livro «Being Digital» achei que era a hora de o entrevistar.

Mas ele foi peremptório num «fax» que recebi da sua secretária: «Jorge, Nicholas diz que só dá entrevistas por 'email'». E, assim, nesse mesmo dia, corri a arranjar o «email» que ainda hoje tenho. Ao fim de alguns meses, numa aberta de um voo transatlântico, ele respondeu a um dos «pendentes» que tinha na caixa de correio electrónico.

Ele achou curioso um português a entrevistá-lo e algumas perguntas pareceram-lhe bizarras, vindas de um pragmático que aderira à Net por causa dele e que começara a vasculhar penosamente a Web num «Mosaic» inenarrável naqueles meses primitivos de 1994/1995.

O resultado foi a entrevista publicada na Digest (e que pode ler nesta listagem) e que fez capa, ainda o guru do digital não era uma «estrela» de referência em Portugal. Ele não fazia ideia de quem eu era, e quando veio a Lisboa, pela primeira vez, não se lembrava de mim obviamente (o que fez rir de espanto o meu colega Paulo Querido). O mundo «ciber» é assim.

Muitas das entrevistas, por isso, são puro produto «ciber». Outras não, foram feitas ao vivo, e com alguns dos gurus estabeleceu-se uma relação de grande amizade, como com Jack Nilles e sua mulher Laila, um excelente casal amigo em Los Angeles.

Alguns dos trabalhos divulgaram, pela primeira vez, os autores e os livros. Um caso de destaque é o do casal Don Tapscott e Ana, sua mulher de origem portuguesa, e a divulgação em Portugal, em primeira mão, de livros que hoje estão a marcar os politicos da economia digital.

Muitas das obras divulgadas foram-no antecipadamente. A amizade entretanto criada permitiu que alguns autores continuem a enviar, com antecedência, as «uncorrected proofs», que o leitor português tem o privilégio de conhecer antes do tempo (de publicação).

Algumas delas foram depois traduzidas para português graças à Margarida Fonseca, que acreditou que a gestão e o digital pagariam as facturas e que as traduções deveriam sair em simultâneo ou, pelo menos, pouco tempo depois da edição original. E não anos depois.

Espero que Gurus em Discurso Directo agrade ao leitor. O produto estará em permanente actualização.

Se quiser emitir a sua opinião faça-o no «guest book».

A melhor recompensa deste trabalho serão os «emails» dos leitores, sobretudo para quem acredita, como eu, num jornalismo «um-a-um» (como agora se diz para o marketing).

Para os mais sensíveis, peço desculpa das expressões em inglês.

Uma saudação especial aos muitos leitores da Janela na Web no Brasil, que têm nutrido um interesse particular pelas novidades ligadas aos gurus.

Boa leitura,
Jorge Nascimento Rodrigues
(jnr@mail.telepac.pt)

Maio de 1999

 
Índice
   arquivo de Gurus
   arquivo de Temas
   50 anos do Management
   cronologia
   momentos históricos
   os 50 gurus + votados
   livros recomendados
Discurso Directo
   quem somos
   agradecimento
   palavras dos patrocinadores
   prefácios
   guestbook de leitores
   o seu comentário
Copyright © 2001 Gurusonline.tv - Todos os Direitos Reservados
Uma produção www.janelanaweb.com
Ilustrações: Paulo Buchinho
Digital.PT